venda-de-imoveis-rj-analise-completa-maio-2022
Mercado Imobiliário

Venda de imóveis RJ: Análise completa [Maio 2022]

Mês a mês a área de inteligência de mercado da HomeHub analisa o mercado de venda de imóveis no Rio de Janeiro.

Em maio, a quantidade de imóveis residenciais vendidos na cidade cresceu 14% em relação a abril, mas houve queda de 15% em relação ao mesmo mês do ano anterior. 

A pesquisa toma como base os dados oficiais de arrecadação de imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) da Prefeitura do Rio e leva em conta apenas imóveis residenciais. Dessa forma, foram analisados 27 bairros que, juntos, representam 84% do VGV (valor geral de vendas) da cidade. 

Os dados mostram que o município registrou 3.344 unidades residenciais vendidas em maio, contra 3.937 unidades em maio de 2021, representando 15% de queda.

No período de janeiro a maio, houve queda de 11% na venda de imóveis residenciais, na comparação com janeiro a maio de 2021.

Foram 15.112 imóveis vendidos em comparação a 17.019 vendas de imóveis no mesmo período de 2021.

O VGV (valor geral de vendas) estimado no período de janeiro a maio foi de cerca de R$ 11 bilhões, ficando 13% abaixo dos R$ 12,7 bilhões registrados no mesmo período de 2021.

• Vendas de Imóveis na Zona Sul do Rio de Janeiro

Ao analisarmos as vendas de imóveis residenciais na Zona Sul do Rio, notamos que as vendas cresceram 16% em relação a abril e ficaram 2% acima do resultado registrado em maio de 2021, como mostra o gráfico abaixo.

Confira abaixo os bairros da Zona Sul que tiveram maior destaque em vendas de imóveis residenciais no mês de maio:

  • Vendas de Imóveis no Leblon 

As vendas de coberturas, casas e, principalmente, apartamentos no Leblon tiveram alta significativa de 64% em relação a abril e de 4% em relação a maio de 2021. Foram 72 imóveis residenciais vendidos no mês, contra 44 imóveis em abril e 69 em maio de 2021.

  • Vendas de Imóveis em Copacabana 

As vendas de coberturas, casas e apartamentos em Copacabana também foram destaque em maio, com alta de 26% em relação a abril e de 27% em relação a maio de 2021. No total, foram 228 imóveis residenciais vendidos no mês, contra 181 imóveis em abril e 180 em maio de 2021.

  • Vendas de Imóveis em Laranjeiras 

As vendas de coberturas, casas e apartamentos em Laranjeiras apresentaram alta de 28% em relação a abril e de 16% em relação a maio de 2021. No total, foram 51 imóveis residenciais vendidos no mês, contra 40 imóveis em abril e 44 em maio de 2021.

  • Vendas de Imóveis em Santa Teresa 

Apesar do baixo volume, as vendas de imóveis residenciais em Santa Teresa apresentaram alta de 33% em relação a abril e de 56% em relação a maio de 2021. No total, foram 28 imóveis residenciais vendidos no mês, contra 21 imóveis em abril e 18 em maio de 2021.


Analisando os cinco primeiros meses do ano, as vendas de imóveis residenciais na Zona Sul do Rio de Janeiro caíram 4% em relação ao ano anterior. Assim, foram 3.425 imóveis residenciais vendidos com um VGV estimado de R$ 4,5 bilhões.

O gráfico abaixo mostra uma análise de tendência das vendas de imóveis na Zona Sul com base nas médias móveis.

Maio foi o segundo mês seguido de alta da média móvel de três meses, depois de cinco meses consecutivos de queda, chegando a 747 vendas por mês. Ao que tudo indica, o mercado imobiliário da Zona Sul encontrou seu piso em março, quando bateu a mínima de 649 vendas/mês. A média móvel de três meses já ultrapassou a média móvel de seis meses, mostrando uma reversão da tendência de queda observada desde outubro de 2021.

Já a média móvel dos últimos 12 meses segue estável, na casa das 800 vendas de imóveis residenciais por mês.

• Vendas de Imóveis na Zona Oeste do Rio de Janeiro

Na Zona Oeste da cidade, as vendas de imóveis residenciais, em maio, tiveram alta de 22% em relação a abril, mas ainda ficaram 26% abaixo do resultado de maio de 2021.

Dentre os bairros analisados na Zona Oeste do RJ, todos tiveram queda de dois dígitos em maio, na comparação com maio do ano anterior, com exceção da Taquara, onde as vendas caíram apenas 6%. Já na comparação com o mês de abril, os destaques em vendas de imóveis residenciais foram:

  • Vendas de Imóveis na Barra 

As vendas de coberturas, casas e apartamentos na Barra tiveram alta de 31% em relação a abril. Foram 303 imóveis residenciais vendidos no mês, contra 232 imóveis em abril.

  • Vendas de Imóveis na Taquara 

As vendas de imóveis residenciais na Taquara tiveram alta significativa de 52% em relação a abril, com 97 vendas no mês, contra 64 vendas em abril.

No acumulado do ano, foram vendidos 4.121 imóveis residenciais na região, representando uma queda de 25% em relação ao mesmo período do ano passado. O valor geral de vendas estimado neste período foi de R$ 3,8 bilhões.

O gráfico de médias móveis das vendas de imóveis mostra que a média móvel de três meses, que havia estabilizado em abril, cresceu em maio para 850 vendas/mês. Esse movimento, apesar de ter suavizado a queda da média móvel de 6 meses, ainda não foi o suficiente para revertê-la.

Enquanto isso, a média móvel de 12 meses segue em queda, chegando ao nível registrado entre abril e maio de 2021, com 982 vendas/mês.

• Vendas de Imóveis na Zona Norte do Rio de Janeiro

Na Zona Norte do Rio, as vendas de imóveis residenciais tiveram alta de 10% em relação a abril e queda de 14% em relação ao mesmo mês do ano passado. 

Dos bairros analisados na Zona Norte do Rio, apenas Vila Isabel se destacou tanto na comparação com o mês de abril, como em relação a maio de 2021:

  • Vendas de Imóveis em Vila Isabel

As vendas de imóveis residenciais em Vila Isabel apresentaram alta de 46% em relação a abril e de 23% em relação a maio de 2021. Foram 70 imóveis residenciais vendidos no mês, contra 48 imóveis em abril e 57 em maio de 2021.

No acumulado do ano, as vendas de imóveis na região da Zona Norte caíram apenas 8% em relação ao mesmo período de 2021, totalizando 1.502 imóveis vendidos e um valor geral de vendas estimado de R$ 778 milhões.

A média móvel de três meses subiu pelo segundo mês seguido, chegando a 323 vendas de imóveis por mês, ultrapassando a média móvel de seis meses e indicando que o mercado pode ter encontrado seu patamar mínimo em março, de 289 vendas/mês. Enquanto isso, a média móvel de doze meses teve uma leve queda, mas pode-se considerar que está relativamente estável na casa das 350 vendas/mês desde agosto de 2021, como mostra o gráfico abaixo.

• Expectativa para os próximos meses

Ao analisarmos o desempenho das vendas de imóveis residenciais dos 27 bairros incluídos neste estudo, vemos que apenas 5 apresentaram crescimento nas vendas de imóveis no período de janeiro a maio de 2022, em comparação ao mesmo período do ano anterior: 

Flamengo: +16%

Méier: +7% 

Copacabana: + 6%

Leme: +5%

Botafogo: +4% 

Destaque negativo foi o Grajaú, com queda de 34%.

Com exceção da Zona Oeste, onde as vendas de imóveis residenciais caíram 25% em relação a 2021, as quedas nas vendas de imóveis nas Zonas Sul e Norte, de -4% e -8%, respectivamente, mostram que o mercado nestas regiões segue com volume de venda em patamares elevados, bem acima dos últimos anos.

Dada a reversão da tendência de queda das vendas na Zona Sul e na Zona Norte no curto prazo e a estabilidade das vendas nos últimos 12 meses, a expectativa para os próximos meses nestas regiões é de manutenção dessa estabilidade nos patamares atuais. 

Já na Zona Oeste, ainda é cedo para dizer se o mercado encontrou seu novo patamar e não podemos descartar novas quedas nos próximos meses.

Conseguimos te ajudar a entender melhor sobre a evolução do mercado de venda de imóveis no Rio de Janeiro em 2022? 

Não deixe de conferir outros conteúdos relacionados que publicamos por aqui:

Já cadastrou o seu e-mail? Mantenha-se atualizado e confira a análise do próximo mês!



A HomeHub, primeira imobiliária figital do Brasil, tem o compromisso de trazer mais informações e mais transparência para o mercado imobiliário. Siga nossos perfis nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades que traremos para você!

Compartilhe este conteúdo!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *